O que é CPC, CPM e CPA?

CPC, CPM e CPA são as siglas de Custo Por Clique, Custo por mil impressões e Custo por aquisição, respectivamente. Trata-se de três conceitos vitais da publicidade digital paga e do marketing de afiliados.

Quando uma empresa paga para que seus anúncios apareçam na página de resultados do Google, no Facebook e em outros sites web, normalmente o fazem mediante algum dos três modelos citados acima. Vamos ver em que consiste cada um deles.

Como funciona o CPM ou Custo por mil impressões?

Neste modelo, calcula-se o custo por cada mil impressões, ou seja, a cada mil vezes que o anúncio ou publicidade aparecem para o usuário. Por exemplo, se o CPM de uma campanha do Facebook é de R$20, ter 5.000 impressões irá custar R$100.

A vantagem do CPM é que, à primeira vista, parece ser mais econômico. Por outro lado, sua principal desvantagem é que as “impressões” não equivalem a visitas ou ações. Isso significa que muita gente pode ver os anúncios, mas isso não garante que efetivamente a campanha trará resultados tangíveis.

Quanto melhor for a segmentação (de acordo com as especificações do público alvo) e mais atrativo for o anúncio, maior é a efetividade das campanhas CPM.

Como funciona o CPC ou Custo por clique?

Neste modelo, a empresa paga por cada vez que um usuário clica na sua publicidade. Por exemplo: se o custo por clique de uma campanha é de R$2 e, em um dia, 200 usuários clicarem no anúncio, o anunciante terá que pagar R$400. É possível estabelecer um orçamento máximo nas campanhas CPC para que um anúncio deixe de ser mostrado uma vez que o número máximo de cliques seja alcançado ou também a partir do quanto estamos dispostos a pagar. 

A vantagem das campanhas de CPC é que apenas as impressões que geraram interesse suficiente para seguir o link são cobradas. A desvantagem é que “clicar” não é equivalente a uma ação específica. O usuário pode simplesmente entrar no site e sair imediatamente sem comprar nada ou deixar seus dados.

Como funciona o CPA ou o Custo por aquisição?

O Custo por aquisição, por sua vez, é um modelo em que o anunciante paga somente quando um usuário visualiza a publicidade, dá clique no anúncio e concretiza uma ação no site. Esta ação quase sempre é uma compra, mas, às vezes, também são levados em consideração os novos cadastros, pois ajudam a incrementar a base de leads ou clientes em potencial .

O Marketing de Afiliados funciona de uma forma muito parecida ao CPA; os sites que recomendam produtos ou serviços ficam com uma comissão por cada venda que são referenciadas mediante links em destaque. Estes links podem aparecer em forma de publicidade explícita ou sutis recomendações.

A vantagem do CPA é que só se paga quando existe algum lucro ou benefício derivado da ação. A desvantagem é que o custo por ação, nesse tipo de campanha, pode chegar a ser mais alto que o de campanhas por CPM ou CPC bem desenhadas.

Por exemplo: uma campanha CPM muito efetiva poderia custar R$400 e obter 1000 ações concretizadas, com um custo por ação de R$0,40. No entanto, uma campanha CPA poderia custar esses mesmos R$400 e ter somente a metade das ações que foram concretizadas.

Este artigo pode ser útil: O que é Remarketing?

Que tipo de campanha funciona melhor?

Como em muitas outras perguntas chaves do marketing digital, a resposta é “depende”. Cada modelo tem suas vantagens e suas desvantagens, mas bem planejados, os três podem ser efetivos e mal planejados os três podem ser uma perda de dinheiro.

O que sempre se recomenda é investir parte do orçamento em publicidade em cada uma destas estratégias e revisar qual é a que melhor funciona em cada caso particular.

Mais dicas em: Como e onde encontrar um especialista em Marketing Digital freelance para sua empresa

Para saber mais sobre campanhas CPM, CPC e CPA

Com certeza, você já percebeu que escolher entre estes três tipos de publicidade não é tão simples. Para que possa se aprofundar no tema e tirar o máximo proveito de seu orçamento, selecionamos uma lista de recursos úteis para você:

O que é Workana?

Convidamos você para conhecer a Workana, a maior plataforma freelance do Brasil. Desde 2012, nos esforçamos para continuar conectando empresas e empreendedores com os trabalhadores remotos das mais diversas especialidades.

O que são as Keywords?

O que é Big Data?

O que é Flat Design?