O que é Arduino?

Arduino - O que é, Como funciona e Para que serve - Workana glossario

Arduino é uma plataforma de código aberto e fácil uso para desenvolvimento e prototipagem eletrônica, cujos processos de criação estão baseados em hardware e software livres. Com ele, desenvolvedores e criadores podem gerar vários tipos de microcomputadores com uma única placa que podem ser utilizados com diferentes propósitos.  

A seguir, falaremos brevemente sobre como funciona Arduino e o que podemos fazer com ele. Mas, antes disso, vamos esclarecer uma coisa para evitar uma confusão muito comum. Arduino não é um modelo específico de placa, e sim um projeto, pois, como veremos mais adiante, existem diferentes modelos de placas eletrônicas construídos sob seus fundamentos. 

Como funciona Arduino?

O projeto Arduino oferece a empresas e desenvolvedores (na verdade, a qualquer pessoa) todos os elementos necessários para criar placas eletrônicas de tipo PCB, ou seja, placas de circuito impresso (ou printed circuit board). Estas placas possuem uma superfície plana e trazem incorporado um microcontrolador reprogramável ATMEL e uma barra de pinos conectores fêmea, as quais permitem que este microcontrolador estabeleça conexões com diferentes sensores de uma maneira bastante simples. 

Este design simplificado e otimizado do seu circuito interno facilita a vida do usuário, que pode se concentrar no desenvolvimento de aplicativos eletrônicos, sem ter que se preocupar com as conexões elétricas necessárias para o bom funcionamento dos microcontroladores.  

Como falamos lá na introdução, existem diferentes modelos de placas desenvolvidas com Arduino, justamente porque este projeto se baseia em hardware livre. Para explicar bem rápido, a categoria de “hardware livre” engloba todos os dispositivos cujos diagramas e especificações podem ser acessados pelo público. O que quer dizer que qualquer pessoa pode reproduzi-los para dar origem a suas próprias criações. 

No caso do Arduino, isto permite que qualquer pessoa crie suas próprias placas seguindo as características fundamentais do projeto. Por isso, veremos placas que diferem entre si em alguns aspectos, como o tamanho, a quantidade de conectores e o modelo do microcontrolador, mas que partem da mesma base e compartilham boa parte das características de software, assim como a arquitetura, documentação e bibliotecas. 

Na imagem abaixo, vemos alguns modelos de placas Arduino oficiais:

exemplos de modelos de placas Arduino - workana glossario

Arduino IDE: desenvolvimento integrado com software livre 

Também mencionamos que Arduíno está baseado não apenas em hardware livre, mas também em software livre. Mas, o que isso quer dizer? 

Primeiro, devemos entender que os softwares livres são aqueles programas informáticos que permitem que todos nós possamos acessar seu código, modificá-lo e dar a ele o uso que queiramos. 

No caso do Arduino, temos a plataforma Arduino IDE, um ambiente de programação destinado ao desenvolvimento integrado e colaborativo, no qual podemos criar diferentes aplicativos para as placas Arduino. E a versão atual já está disponível para download em Windows, Linux e Mac (multiplataforma).

arduino IDE - ambiente de programacao com software livre

Além disso, Arduino oferece um Kit de Iniciação (Starter Kit) com 15 tutoriais para os usuários, que partem de projetos mais básicos e permitem avançar progressivamente em sua complexidade. 

arduino starter kit - workana glossario

Mais informações em: Código Aberto – O que é, Exemplos e Vantagens 

Para que serve Arduino? O que podemos fazer com ele?

O projeto Arduino começou por volta de 2003 no Instituto de Design Interativo de Ivrea, na Itália. A ideia inicial era criar uma alternativa para os microcontroladores BASIC Stamp que eram bastante caros naquela época, o que dificultava o acesso dos estudantes a este tipo de tecnologia. Então, conseguiram desenvolver uma placa com um microcontrolador incorporado de baixo custo para uso interno nas aulas de eletrônica e programação. 

Porém, quando o instituto teve que fechar as portas em 2005, o “team Arduino” decidiu liberá-lo e tornar sua plataforma pública, para que o projeto continuasse evoluindo numa lógica colaborativa. E foi justamente isso que aconteceu! Graças às suas qualidades, principalmente o uso simplificado e a versatilidade, Arduino conquistou uma grande comunidade, que contribuiu ativamente para que estas placas fossem (e continuem) ganhando novas aplicações com o passar do tempo.

A variedade de aplicações de Arduino também tem a ver com o design de seu circuito interno de hardware livre combinado com a flexibilidade do software livre. Os microcontroladores incorporados às suas placas são circuitos integrados capazes de gravar instruções, as quais, por sua vez, podem ser escritas com a linguagem de programação compatível com o ambiente Arduino IDE (C++). E a partir destas instruções, podemos criar uma enorme variedade de programas que interagem com os circuitos da placa Arduino.

E como estas placas também possuem uma interface de saída, é possível e simples transmitir estas informações a outros periféricos, como ou alto-falantes, telas, controladores ou outras placas, que reproduzem os dados processados. 

Veja também: As 7 melhores técnicas para trabalhar com programadores freelance

Exemplos de projetos desenvolvidos com Arduino

Para ver na prática estas inúmeras aplicações de Arduino, selecionamos alguns vídeos com criações bem interessantes. Confira:

1. Sistemas de acesso baseados em voz ou impressão digital 

Nos vídeos a seguir, vemos como as placas Arduino podem funcionar como o “cérebro” de sistemas de controle de acesso domiciliares/residenciais, baseados no reconhecimento de voz ou impressões digitais: 

2. Controles remotos universais 

Outro exemplo ‘homemade’ que ilustra os usos cotidianos e úteis dos sistemas elaborados com base em Arduino. Um controle remoto universal conectado ao celular que – vamos combinar – facilitaria a vida de muita gente:

3. Jardins ‘inteligentes’

Sim, já existem vários sistemas automáticos para regar plantas em grandes espaços verdes ou pequenas hortas caseiras. Mas esta solução desenvolvida com Arduino não apenas permite programar a frequência na qual queremos molhar as plantas, mas também recolhe dados úteis para simplificar a manutenção de jardins.

4. Arduino no campo da robótica 

A robótica é uma das áreas que mais cresce no âmbito da TI e Arduino vem mostrando usos promissores. Os vídeos abaixo mostram o uso de suas funcionalidades na construção de braços robóticos e até de um robô BB8 em tamanho real, feito com materiais reciclados e controlado pelo celular. Bem-vindo, futuro! 

5. Outros projetos com Arduino

Para fechar com chave de ouro, compartilhamos essa compilação de 10 projetos incríveis feitos com placas Arduino. Olha só:

Para saber mais sobre Arduino

Se você quer continuar se aprofundando nas funcionalidades de Arduino, nao perca esta seleção de recursos gratuitos: 

Precisa de ajuda para criar projetos com Arduino?

Um freelancer especialista em Arduino vai te ajudar a tirar o máximo proveito desta plataforma para desenvolver os projetos tecnológicos que você tem em mente. Não importa o tamanho da sua empresa ou do seu negócio, nem se você está apenas dando o pontapé inicial numa ideia que sabe que será um sucesso: na Workana, você encontra o melhor talento independente à sua medida.

Navegando no nosso Diretório de Freelancers, você encontra uma ampla variedade de desenvolvedores e programadores com diferentes áreas de especialização. Mas, se você ainda não sabe exatamente quais habilidades são necessárias ou qual é a plataforma mais indicada para levar adiante sua ideia, publique um projeto grátis na Workana e receba propostas de profissionais qualificados. 

Aproveite para conversar com os candidatos e definir todos os detalhes do projeto, prazos de entrega, o orçamento e a melhor metodologia de trabalho. Clique aqui e comece agora!

O que é Workana?

Convidamos você para conhecer a Workana, a maior plataforma freelance do Brasil. Desde 2012, nos esforçamos para continuar conectando empresas e empreendedores com os trabalhadores remotos das mais diversas especialidades.

O que é Clickbait?

O que é a “Gamificação”?

O que é linkbaiting?